Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Acesso | Avisar | Contato | Buscar
 Movimento e Percepção > Vol. 11, Nº 17 (2010) Open Journal Systems 


Utilização da percepção subjetiva de esforço para controlar a intensidade do aquecimento realizado através da corrida em crianças

Diogo Henrique Constantino Coledam, UFSCAR
Julio Alves Costa, Unisalesiano - Campus LIns
Júlio Wilson dos-Santos, UNESP – Bauru


Resumo
O objetivo deste estudo foi verificar a utilização da percepção subjetiva de esforço para controlar a intensidade do aquecimento realizado através da corrida contínua em crianças. Vinte e uma crianças (11,4 ± 0,8 anos, 45 ± 9,8 Kg e 153,6 ± 9,6 cm), realizaram de forma randômica o aquecimento através da corrida contínua em três condições com intensidades diferentes utilizando a Percepção subjetiva de esforço (PSE). As intensidades escolhidas foram de acordo com a PSE Borg CR-10 e as unidades arbitrárias utilizadas foram a três (B3), cinco (B5) e nove (B9). A frequência cardíaca (FC) e a velocidade média da corrida (VEL) foram avaliadas para analisar a intensidade das três condições de aquecimento. A análise estatística foi feita através da análise de variância de um critério (annova one-way) seguida de post-hoc de tukey, considerando o nível de significância de 5%. Houve aumento significativo da FC (B3= 112 ± 10, B5 = 140 ± 18 e B9 = 176 ± 21 bpm) e VEL (B3 = 4,01 ± 0,5, B5 = 7,09 ± 1,22 e B9 = 10,97 ± 1,70 km/h) entre as condições B5 e B9 comparado à condição B3. Além disso, em ambos os parâmetros B9 apresentou resultados significativamente superiores comparados à condição B5. É possível controlar a intensidade do aquecimento realizado através de corrida contínua em crianças utilizando a PSE Borg CR-10. Palavras chave: Aquecimento; Corrida; Percepção Subjetiva.


ABSTRACT

The aim of this study was to verify the use of exertion subjective perception to control warm-up intensity performed by continuous running in children. Twenty-one children (11,4 ± 0,8 years, 45 ± 9,8 kg e 153,6 ± 9,6 cm), performed warm-up by continuous running in randomic order in three conditions with diferent intensities using rate of perceived exertion (RPE). The intensities were chosen according to RPE Borg CR-10 and the arbitrary units used were three (B3), Five (B5) and nine (B9). The heart rate (HR) and mean velocity of the run (VEL) were evaluated to analyse the intensity of the three warm-up conditions. Statistical analysis was done by annova one-way followed by post-hoc tukey test, considering significant level of 5%. There were significant increase in HR (B3= 112 ± 10, B5 = 140 ± 18 e B9 = 176 ± 21 bpm) and VEL (B3 = 4,01 ± 0,5, B5 = 7,09 ± 1,22 e B9 = 10,97 ± 1,70 km/h) between B5 and B9 condition compared to B3. Moreover, in both parameters B9 presented significantly higher results compared to the condition B5. It´s possible to control warm-up intensity performed by continuous running in children using RPE Borg CR-10. Key words: Warm-up; Run; Perceived Exertion.



Texto completo: PDF





Research
Support Tool
  For this
avaliação pelos pares arti
  Context
  Action





Capa | Atual | Arquivos | Sobre | Acesso | Avisar | Contato | Buscar

Movimento e Percepção - ISSN: 1679-8678

>Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.